Gestão de estoque é um assunto que não tem muitos fãs entre os empreendedores de food service. Não é agradável, toma mais tempo do que se gostaria, mas é fundamental para seu sucesso.

O controle de estoque ajuda a reduzir o desperdício, antecipar necessidade de compras, transformar perdas eminentes em oportunidades. Porém é preciso ter controle constante. De nada adianta controlar de vez em quando, e ainda acaba gerando mais trabalho.

A nossa parceira, Linked Gourmet, separou 6 dicas para te ajudar na gestão de estoque do seu dia a dia.

estoque de restaurante

 

1.  Definir e registrar as datas de controle

Cada tipo de produto deve ter seu prazo para controle de estoque. Pense bem, teste e defina prazos para análise e registro do estoque de cada tipo de produto. Prazos de validade (duração) de cada tipo, rotatividade (giro).

Utilizar prazos para a contagem do estoque é uma tática que funciona bem, sobretudo num cenário de alta rotatividade. O ideal é identificar quais os produtos com mais saída e os que ficam armazenamos por mais tempo. Registre essa dinâmica, crie um histórico de frequência de saídas. Faça sua gestão a partir dessas informações.

 

2. Equilíbrio no estoque: Sobrar é tão ruim quanto faltar

Pense, sempre, que a meta é evitar que falte e evitar sobras. Obviamente alguma sobra está contemplado no modela de negócios, mas garanta que seja o mínimo necessário.

Registre os produtos que giram mais e os que ficam mais tempo no estoque. Essa informação te permite definir a quantidade mínima e a quantidade máxima para cada produto do estoque. Esse é ponto de partida para o equilíbrio – observar sempre o nível de estoque de cada produto, comparando com esse mínimo e máximo. Atualizar sempre que perceber que houve alteração nesses patamares.

 

3. Produtos devem ser estocados por categoria

Para melhor organização, cadastre seus produtos por categorias, que você mesmo pode criar. Carnes, Verduras, Legumes, Temperos, Conservas, Limpeza, Bebidas, etc. Sempre procurando agrupar por características e aplicação, como validade e pratos. Assim você poderá enxergar seu estoque pelos grupos. Atuando sempre de forma mais simples e inteligente.

 

4. Coloque os produtos do estoque por ordem de validade

Na organização física do estoque, de todos e quaisquer produtos, sempre coloque os que vencem primeiro na frente para que sejam utilizados antes, otimizando a longevidade de seus produtos. Apesar de óbvio é sempre bom falar, lugar de produto vencido é no lixo.

Atenção, ainda, para as embalagens, pois muitas vezes elas ocupam mais espaço do que deveriam. Uma alternativa é transferir os produtos para recipientes adequados para sua conservação. Consulte o rótulo sobre a melhor forma de manter cada um.

 

5. Invista em softwares de gestão de estoque

Um software de gestão e operação que não contemple a gestão de estoque, incluindo as sugestões acima, não vai te ajudar a se organizar e zelar pelo seu negócio. A Linked Gourmet atende a gestão de estoque de forma automatizada e simples, mas há outros softwares que também podem te ajudar.

Por isso, atenção ao sistema, não precisa ser caro para contemplar a gestão de estoque. Os sistemas devem ser parceiros, de ajuda valiosa ao seu estabelecimento e ecossistema.

 

6. Fique de olho na sazonalidade

Você sabe que existem picos de consumo. Vez ou outra um produto aumenta sua saída, e outro some da demanda. Muitas vezes isso tem a ver com a época do ano, temperatura, até com a economia. Fique atento! Feriados e datas festivas sempre trazem boas notícias no movimento, mas se não forem minimamente planejados, podem até “queimar o filme” do estabelecimento.

Pense no planejamento do seu estoque e das suas compras com antecedência. Semanas, e até meses devem ser pensados, mesmo que não reflitam em compras imediatas. O planejamento ajudará a evitar compras desnecessárias e a ficar atento a possíveis altas de preços e falta de produtos nos fornecedores.

Se aumenta a sua demanda, deve aumentar a de outros. Por consequência aumenta também dos fornecedores, o que traz risco de falta de produtos, o que representa risco para o seu negócio.

Por outro lado, essa antecipação ajuda nas pesquisas de preço, na qualidade do produto e até na viabilização de entregas no seu estabelecimento. Você pode ficar atento a baixas de preços em temporadas para cada produto, o que pode ajudar a ajustar seu cardápio, para melhorar seus preços e aumentar suas margens.

Atenção ao planejamento, e à tal de sazonalidade. Ela existe e pode ser sua amiga e parceira no negócio, desde que seja contemplada no planejamento.

 

Fonte: “Gestão de Estoque Eficiente com 6 Diretrizes”.

Escrito por:
Linked Gourmet

A Linked Gourmet é uma empresa que oferece solução completa para automação e gestão no segmento de food service.  Conheça mais sobre as suas soluções em: www.linkedgourmet.com.br.

Se sua empresa também quer compartilhar as melhores práticas de gestão para o varejista, entre em contato com a gente em: redacao@capptai.com.br

Posts Relacionados

Comentários