Se você quer começar a empreender no mercado de food service, ou já tem um estabelecimento e quer expandir suas receitas, essa matéria é para você. Os modelos de food service apresentados a seguir trazem uma experiência de consumo diferente e estão caindo no gosto do consumidor.

Quer saber qual se encaixa mais com você e com seu perfil empreendedor ou de negócio? A nossa parceira Linked Gourmet traz para você alguns conceitos e valores que vão ajudar você a escolher.

Capptaí!

food-truck

Food Truck

O food truck está na moda. Existem estabelecimentos com espaços separados para aproveitar uma parceria com esta abordagem. Em Moema, São Paulo, existe uma cervejaria artesanal que não vende alimentos, mas possui um espaço em que os food services parceiros se revezam para vender alimentos e completar a experiência de consumo do estabelecimento.

É comum também que os food trucks que consigam algum destaque sejam convidados para participar de eventos como shows, convenções, festivais e feiras clássicas bairristas que acontecem em diversas cidades do Brasil. Se você atua com este modelo, fique atento a essas oportunidades e entre em contato empresas que organizam este tipo de evento, com o intuito de conseguir uma parceria. Tais eventos ajudam a fazer contatos importantes que geram mais convites posteriores.

Para investir neste modelo, considerando as adequações necessárias para suportar toda a infraestrutura de preparo e conservação de alimentos, é necessário desembolsar entre 50 mil e  200 mil reais, segundo o Sebrae.

Um ponto importante a destacar é que o food truck não pode parar em qualquer lugar. É importante verificar a lei de cada cidade. Em São Paulo, por exemplo, a prefeitura é quem controla os pontos onde  podem parar e as vagas são limitadas.

 

Food Bike

O bike truck, ou food bike, consiste em adaptar uma bicicleta para venda de alimentos diversos. Na maioria das vezes utilizados para venda de bebidas, salgados e doces. Entretanto com criatividade, o céu é o limite. É possível vender qualquer tipo de alimento desde que bem planejado.

Obviamente, quanto mais elaborado for o alimento, maior o investimento em adaptação. Mesmo assim, o food bike é uma das formas mais baratas e práticas para um novo empreendedor do food service começar. Ou mesmo para empreendedores que já tenham seus próprios food services chegarem a outras praças.

Se você possui um bistrô ou um café por exemplo, pode vender alguns doces gourmet e entregar junto alguma comunicação da sua loja física. Se você atua em um bar de cervejas artesanais, com algumas adaptações pode vender as cervejas em outros lugares e levar no próprio bike truck o endereço e logo de seu estabelecimento.

O custo de investimento varia ente 2 mil e 15 mil reais, considerado customizações mais elaboradas.

 

Food Container

O food container é outra opção que conta com mobilidade como uma de suas virtudes, uma vez que é facilmente transportado. Seu visual diferenciado tem um charme que vem atraindo cada vez mais adeptos.

A instalação da “loja” neste formato é mais rápida do que um estabelecimento convencional. Ainda mais se você optar por um modelo pré-definido, sem muita customização interna. Outra vantagem é que trata-se de um modelo sustentável, o que vai atrair um público mais engajado com sustentabilidade.

O custo também é bem mais em conta que o de um estabelecimento tradicional. Os modelos e tamanhos são variados, por isso o custo varia muito. Podendo ir de 17 mil até 150 mil reais.

Antes de adquirir qualquer dos modelos citados acima, consulte a legislação de sua cidade. Não adianta investir se não tiver onde colocar. Então fique atento para não ficar no prejuízo.

 

Fonte: “Food Truck, Food Bike e Food Container, Vale a Pena Investir?”

 

Escrito por:
Linked Gourmet

A Linked Gourmet é uma empresa que oferece solução completa para automação e gestão no segmento de food service.  Conheça mais sobre as suas soluções em: www.linkedgourmet.com.br.

Se sua empresa também quer compartilhar as melhores práticas de gestão para o varejista, entre em contato com a gente em: redacao@capptai.com.br


Posts Relacionados

Comentários